Casei com meu melhor amigo

Principio de felicidade..

Ele chegou quando tudo estava dando errado, e fez com que tudo parecesse menos pesado. Era ele quem vivia dizendo que tudo dependia do nosso ponto de vista, e mais tarde descobri que ele estava certo. Ele não era nada do que eu queria em um homem. Era o que eu pensava até conhece-lo melhor e descobrir que a felicidade havia batido na porta e eu quase a perdia de vista.

Não que minha felicidade seja fútil a ponto de depender de uma pessoa, mas eu finalmente havia encontrado alguém especial o bastante para plantar essa felicidade em meus dias. Não lembro quando comecei a te olhar diferente e não faço odeia de quando foi nosso primeiro beijo, mas ele aconteceu e você é real.

Foi difícil para mim ter que admitir. Eu desisti tantas vezes do amor. Eu já nem sabia se a minha definição de amor era correta (ou pelo menos válida). É bem mais fácil ser independente e não sentir falta de ninguém. Não me importar com nada além do horário do ônibus que eu pegava para ir trabalhar. Era mais comodo e conveniente ser só. Era mais seguro!

Ele chegou se doando sem pedir nada em troca, mas era inevitável querer retribuir. Aconteceu naturalmente, e naturalmente se mantem. A sensação de ser totalmente transparente com alguém é maravilhosa e inexplicável. Lembro de quando cometi meu primeiro deslize, quis negar de todas as maneiras possíveis, mas preferi contar a verdade óbvia. Para a minha surpresa ele me perdoou. Superamos isso juntos. 

Temos vivido dias difíceis, mas nossa convivência por si só é tão gostosa, que a gente tira de letra qualquer contratempo. Ele é oposto mim. Calmaria, paciência, silencio.. Quase tudo. Mas são essas diferenças que estão me ensinando a ser uma pessoa melhor, e eu sempre achei isso fantástico, essa capacidade que alguns seres humanos tem de despertar o melhor nos outros. Ele me fez amadurecer e descobri na pratica o que é ser feliz.


'Amanda Nascimento

Estranho ser eu


     Gosto de lugares barulhentos. Não lido muito bem com o silêncio. Minha rotina alvoroçada me faz viver as melhores aventuras. Como usar o transporte público, por exemplo. Acho fascinante ver a vida passar assim por mim, sem pretensão nem previsão de fatos. Só acontecendo, como tem que ser. Observar o tudo existir do lado de fora da janela do ônibus, todos os dias, ignorando  aquela quantidade absurda de pessoas espremidas no mesmo lugar. Ficar sentada do lado de dentro, fotografando com os olhos, e salvando na mente cada detalhe relevante e/ou interessante.

     Cada dia é um conjunto de acontecimentos inéditos, que só parece repetitivo ou defasado quando a gente não se dá o trabalho de apreciar. Perdemos a essência da humildade toda vez que deixamos de perceber o que acontece à nossa volta. Seja o sol quando se põe, ou o olhar de lua cheia que se perde ao chorar. Tem gente que mal consegue enxergar uma espinha no próprio nariz, e jura que conhece os mistérios do mundo. Não repara no moço da padaria, que ajeita seu uniforme quando vê a moça da cantina chegar. Nem nunca viu um arco-íris enfeitando o céu da esquina da rua de cima. Parece irrelevante, eu sei, mas quem não notar essas coisas "pequenas" do dia a dia, não será capaz de reconhecer um detalhe importante quando ele acontecer.

   É tão estranho ser eu. De verdade. A maioria das pessoas acha que eu sou maluca. Não compreendem minha alegria. Deve ser minha mania de sorrir extravagante todos os dias. Ou a minha ousadia mal compreendida, quando tento ignorar um mau dia. Vai ver ninguém entende a viagem que se passa na minha cabeça, vendo o tempo dançar e voar, da hora que acordo até a hora que deito. Pode ser por meu jeito estabanado e escancarado de viver sendo bem, quando o mal quer me afetar.

Vai saber...

'Amanda Nascimento

O garoto mais bonito da escola


De você eu sinto saudade. Mas só de você. Não sei o porquê. Eu sinto aquela vontade de encontrar de novo, para confirmar que você é real e te lembrar que, de alguma forma, eu Tô aqui.
[Por favor, me note.]

É tão clichê me apaixonar por você. Ultrapassado, talvez. Você é o garoto mais bonito da escola, e o melhor jogador do seu time. Já te vi na TV umas vezes, e estava incrível. Por isso todas as meninas querem os carinhas como você (porque parecem perfeitos), mas elas são tão superficiais. Quero dizer... Você é lindo e atraente. É ousado e muito inteligente. Além disso, é divertido, educado e parece que gosta de sonhar. Adoro isso em você. De verdade.

Gosto de como sempre está certo de tudo, mas nunca é prepotente ou cheio de si. Gosto de como ajuda as pessoas, e de como você sorri. Eu amo quando me ensina algo novo, e mais ainda quando procura por mim. Mesmo que seja só para avisar do próximo jogo, como faz com todo mundo. Aliás, não perco um sequer. Ouvi dizer que é romântico também. Isso não sei. Nunca o vi com ninguém, mas soube que há uma garota especial. E Que sorte a dela. 

Me chame de louca e pode rir, se quiser, mas já lhe pedi informações só para ouvir sua voz. Já fingi tropeçar, para sentir seu cheirinho de perto. Já mudei meu percurso só para te encontrar no caminho. Já imaginei como seria se me convidasse para um jantar. Só que rapazes como você não saem com meninas como eu. Ou pode ser que sim. Outro dia, tive a impressão de que estava me olhando e, dessa vez, eu não tinha feito nenhuma besteira. Absolutamente nada. Não forcei a situação, e não foi um encontro forjado. Não sei se era o meu cabelo bagunçado, se a roupa estava amassada, se a maquiagem estava borrada, ou se apenas me observava. Naturalmente. Pela primeira vez em um ano. Se algo semelhante me aconteceu antes disso, juro que não percebi. Lembro de ter ficado nervosa, e de ter tremido muito. Mais que vara de bambu. Queria que me notasse sim, mas será que eu estava apresentável. Justo naquele dia, que não tive tempo de me arrumar ou fazer maquiagem.

-Tinha que ser no meu pior dia?? 

Posso estar paranóica, mas acho que seus olhos falaram com os meus. E eu gostei. Foi o suficiente naquele momento. Poderia ter sido eterno. E foi, de certa forma. Poucos segundos se alongaram como se fossem muitos minutos. Fiquei extasiada de tão surpresa. O efeito durou por horas. As melhores da minha vida. E eu não estava sob o efeito de nenhuma droga ou bebida. 

Agora, há uma festa acontecendo à minha volta. Pessoas dançando e se esbarrando. Outras se pegando. Chega a ser estranho. Tem um pouco de bebida no meu vestido, de uma menina que tombou em mim, na entrada. Estou cansada. Minha cabeça martelando. Meus pés doendo por causa dos sapatos. Meu vestido parece ter ficado apertado, e eu quero arranca-lo. Meu cabelo deve estar um desastre. Estou sozinha na mesa, e não sei onde todos estão. Acho que sonhei acordada, enquanto admirava seu sorriso no papel de parede do meu celular. 

Será que posso te ligar?? 
Pensando bem... melhor não.

'Amanda Nascimento