Diário de uma falsa magra #4


Tatuei autoestima 

Depois de me odiar pelo que deixei acontecer com meu corpo, passei a cobrar cada vez mais de mim. Até perceber que estava apenas reclamando sem fazer nada a respeito. É inútil esperar que os problemas se resolvam sozinhos. Isso não acontece nem em novelas.

Já explicei que não é uma questão de ser gorda ou magra, mas de me sentir bem comigo mesma. Mais importante do que agradar aos outros, é me sentir inteira e satisfeita com o que sou. Isso quer dizer que não sou obrigada a ter um corpão sarado. Do mesmo modo, não sou obrigada a relaxar com minha aparência só para provar que não sou escrava de determinados padrões de beleza. 

Dia desses vi um post no Instagram da minha amiga Janai Coelho. Ela fez uma foto de bikini na praia, e achei incrível. Janai não está no grupo das magrinhas, mas aprendeu a não se punir por isso. Eu não estou no grupo das magrinhas nem no das gordinhas. Sou a falsa magra, com buxinho de pochete e braços flácidos, que parecem uma asa delta[risos]. Não levem a mão essa definição de mim mesma, é uma brincadeirinha particular minha. 

Pois bem. Fiquei neurótica com essa coisa de ter uma boa aparência, principalmente quando passei a ser vista como uma “pessoa da internet” no Instagram. Comecei a me sentir cada vez mais feia. Todo dia achava um defeito diferente. Até minha ficha cair. Aquilo era ridículo. Eu precisava me amar e me encorajar a ser o melhor que eu pudesse. Sou a única pessoa que tem o dever de estar ao meu lado e me motivar quando for preciso. 

Tudo ficou mais fácil quando descobri que havia mais coisas interessantes em mim do que eu imaginava. Decidi observar mais as qualidades do que os defeitos. Aprendi que a paz interior faz refletir o melhor do lado de fora da gente. Foi quando resolvi tatuar uma das partes que mais me incomodam no meu corpo. Desde então, tenho feito vista grossa, e meu braço gordinho passou a ser uma das partes mais bonitas em mim [não estou falando que você deve se tatuar]. 

Também mudei minha rotina de alimentação e atividades físicas. A @pk_nutriestetica (no Instagram) tem sido uma grande aliada nessa fase. Ela preparou uma dieta super flexível para mim, tanto que estou seguindo sem choro. Só tive problemas com os horários das refeições, porque ainda não me adaptei a comer tantas vezes por dia. E estou deixando a desejar nas atividades físicas, mas já estou orgulhosa por conseguir obedecer a dieta sem deslizes. 

  • Tive apenas um deslize, mas foi mínimo, e realmente fui forçará pela situação 


É isso. Amor próprio é fundamental. E quem ama cuida. 



‘Amanda Nascimento 

A vida é bela

Já parou pra pensar que talvez os seus problemas sejam o sonho de alguém ??
Você deve estar me achando louca por dizer algo assim, mas o pior é que isso pode ser verdade. É só você lembrar que existem pessoas com problemas bem maiores que o seu, e tenho certeza que elas adorariam problemas menores. Na verdade todo mundo prefere se livrar dos problemas, só que nem sempre temos essa opção.

Tem uma frase que eu odiava ouvir: "Não reclame. Tem gente pior".
Eu sei que é verdade, só que nessas horas a gente não consegue pensar em nada além do nosso desespero. Então sem querer acabamos esquecendo de amar o próximo. Isso é algo que conversar mais tarde. Amanhã, talvez.

Esses dias, uma pessoa me parou na rua e perguntou como eu me sentia. Achei estranha a pergunta e,  por não saber o que ela esperava ouvir, respondi que estava “normal”. A pessoa me olhou sorrindo e disse: “Normal já é o suficiente para ser feliz né? Já é o que muita gente gostaria de sentir". Isso foi um tapa na minha cara. Me veio à memória aquelas pessoas com doenças agressivas, que lutam pela vida a cada segundo que respiram. Imaginei os velhinhos que são deixados na rua ou abandonados em asilos. Lembrei de pessoas deficientes que conheço e que fazem coisas incríveis, apesar de suas limitações. Devemos concordar que isso é pior do que estar desempregado, por exemplo.

Ontem, antes de dormir, fiz uma breve oração a Deus. Não pedi absolutamente nada, embora quisesse. Apenas agradeci por comer o mesmo feijão todos os dias até enjoar, porque tem gente que salivaria só com o cheiro dele. Agradeci por ter um apartamento cheio de defeitos, já que tem gente morando na rua e sendo maltratada sem motivo nem possibilidade de defesa. Agradeci pelas coisas das quais eu reclamava sempre, porque percebi que eu estava ignorando a parte boa das coisas. Deixei de ver as bençãos que eu vivo por causa das pedras que me feriram no caminho.

Na mesma oração fiz questão de pedir perdão. Por reclamar de coisas que não deveria. Pedi perdão por todas as vezes que poderia ter confiado em Deus e me deixei levar pela minha agonia. Meus olhos, antes manejados de lágrimas, agora sorriam de gratidão, e em paz se fecharam num sono restaurador. Se isso não for a paz de Deus agindo, meus queridos, não sei o que mais poderia ser. Eu só sei que depois disso ficou mais fácil me apaixonar pela vida, porque ela é uma dádiva do nosso criador. Um presente que jamais seremos capazes de merecer. E não importa o quanto a gente tente... jamais teremos agradecido o bastante.

'Amanda Nascimento

Casei com meu melhor amigo

Principio de felicidade..

Ele chegou quando tudo estava dando errado, e fez com que tudo parecesse menos pesado. Era ele quem vivia dizendo que tudo dependia do nosso ponto de vista, e mais tarde descobri que ele estava certo. Ele não era nada do que eu queria em um homem. Era o que eu pensava até conhece-lo melhor e descobrir que a felicidade havia batido na porta e eu quase a perdia de vista.

Não que minha felicidade seja fútil a ponto de depender de uma pessoa, mas eu finalmente havia encontrado alguém especial o bastante para plantar essa felicidade em meus dias. Não lembro quando comecei a te olhar diferente e não faço odeia de quando foi nosso primeiro beijo, mas ele aconteceu e você é real.

Foi difícil para mim ter que admitir. Eu desisti tantas vezes do amor. Eu já nem sabia se a minha definição de amor era correta (ou pelo menos válida). É bem mais fácil ser independente e não sentir falta de ninguém. Não me importar com nada além do horário do ônibus que eu pegava para ir trabalhar. Era mais comodo e conveniente ser só. Era mais seguro!

Ele chegou se doando sem pedir nada em troca, mas era inevitável querer retribuir. Aconteceu naturalmente, e naturalmente se mantem. A sensação de ser totalmente transparente com alguém é maravilhosa e inexplicável. Lembro de quando cometi meu primeiro deslize, quis negar de todas as maneiras possíveis, mas preferi contar a verdade óbvia. Para a minha surpresa ele me perdoou. Superamos isso juntos. 

Temos vivido dias difíceis, mas nossa convivência por si só é tão gostosa, que a gente tira de letra qualquer contratempo. Ele é oposto mim. Calmaria, paciência, silencio.. Quase tudo. Mas são essas diferenças que estão me ensinando a ser uma pessoa melhor, e eu sempre achei isso fantástico, essa capacidade que alguns seres humanos tem de despertar o melhor nos outros. Ele me fez amadurecer e descobri na pratica o que é ser feliz.


'Amanda Nascimento