Chuva é benção


    Amanheceu nublado, mas o sol deu as caras e quis dizer "olá". Havia poucas pessoas nas ruas. Quase nenhum movimento. Uma calmaria só.
     No ponto, o ônibus logo chegou e, para minha surpresa, estava vazio. Perfeito para refletir sobre a vida. Imaginei as coisas que eu poderia mudar e analisei cada uma delas, ansiosa para que tão logo pudesse praticá-las. Decidi que hoje não iria reclamar.
    Desci do ônibus, contente, e atravessei a avenida. De repente, a três quadras do meu trabalho, senti despencar sobre mim o que parecia um dilúvio, e eu estava sem guarda chuva. Meu cabelo molhou. Meu sapato encharcou. Um sorriso se abriu. O meu.

- Isso estava mesmo acontecendo?? 

    Confesso que na hora quis questionar, mas lembrei de quando era criança. Naquele tempo banho de chuva era o mesmo que dançar, ficar presa no terraço de casa vendo a chuva passar.. Isso sim era castigo de matar.
    E aí pensei:
"Deus é perfeito. Pensa em tudo mesmo. Numa cidade onde até o vento sopra ardendo, só uma chuva dessa para lavar o juízo rachado da gente, e refrescar a pele já fraca, castigada do sol".
- Então sorri. Sorri muito. E sorri alto. Porque chuva é coisa dos céus.

'Amanda Nascimento 


5 comentários: