Onde está o amor?

    


      Algumas pessoas vivem em função de ter alguém ao seu lado. Eu fui uma delas, mas não sei explicar se é uma espécie de necessidade, ou um conceito plantado de modo inconsciente. Honestamente, foi difícil perceber que eu era assim. É tão automático, que a gente não se dá conta de que faz, mesmo com muita gente à nossa volta repetindo mil vezes a mesma coisa.

     Cada caso com sua particularidade. Talvez algumas pessoas busquem preencher o vazio que sentem colocando alguém em suas vidas. Ou pode ser que se sintam pressionadas a ter uma vida bem-sucedida, inclusive no amor. No meu caso, eu só queria alguém que me amasse de imediato, para construir minha própria família, já que meus pais não foram tão presentes.

   - para quem não sabe, fui criada pela minha avó.

     Encontrar o amor foi mais difícil do que eu imaginava. Tentei todas as receitas que me foram indicadas. Aceitei alguém que eu não gostava, porque disseram que o importante era ser amada.

   - Desculpem-me pela expressão, mas... Merda nenhuma! 😒

     Depois convenci alguém que não gostava de mim a ficar ao meu lado, porque me convenceram que assim eu seria feliz, mesmo que a outra pessoa não desse a mínima para mim. Essa tentativa me deixou frustrada de verdade. Me senti totalmente incapaz de conquistar alguém, como se eu nunca fosse boa o bastante. [aff...]

      Minha última esperança, antes de me fechar completamente, foi procurar alguém que eu gostasse e que também gostasse de mim. Esta apareceu uma boa sugestão, mas quando encontrei a pessoa "certa" me decepcionei. Não era tão fácil ter [e manter] o amor. Como podem imaginar, essa tentativa também afundou. Foi um período em que sofri bastante, mas por outro lado me conheci de verdade, me questionando acerca de determinadas coisas. Preferi ficar sozinha, sendo eu mesma minha melhor companhia, e foi uma fase de muito amadurecimento, talvez a melhor da minha vida.

     Passado algum tempo, decidi arriscar novamente, e dessa vez não estava a procura de nada. Agora, estava me dando o direito de ser conquistada. E cá estou.. Apaixonada. Ainda é muito recente para chamar de amor, mas posso dizer que sinto paz. Fui encontrada por alguém que é totalmente capaz de me fazer feliz, a qualquer hora do dia, seja qual for a situação. 

  - O segredo?!

     Maturidade. Apenas!
A maturidade é capaz de gerar grandes coisas, inclusive, a capacidade de amar [de verdade].




Dos melhores conselhos que recebemos na vida: 

Uma VELHA amiga me ensinou que para amar é preciso ter convivência e paciência. Com mais de 8 anos de casada, acredito que o marido dela deve ser muito paciente mesmo. [risos]



Por: Amanda Nascimento