Casei com meu melhor amigo

Principio de felicidade..

Ele chegou quando tudo estava dando errado, e fez com que tudo parecesse menos pesado. Era ele quem vivia dizendo que tudo dependia do nosso ponto de vista, e mais tarde descobri que ele estava certo. Ele não era nada do que eu queria em um homem. Era o que eu pensava até conhece-lo melhor e descobrir que a felicidade havia batido na porta e eu quase a perdia de vista.

Não que minha felicidade seja fútil a ponto de depender de uma pessoa, mas eu finalmente havia encontrado alguém especial o bastante para plantar essa felicidade em meus dias. Não lembro quando comecei a te olhar diferente e não faço odeia de quando foi nosso primeiro beijo, mas ele aconteceu e você é real.

Foi difícil para mim ter que admitir. Eu desisti tantas vezes do amor. Eu já nem sabia se a minha definição de amor era correta (ou pelo menos válida). É bem mais fácil ser independente e não sentir falta de ninguém. Não me importar com nada além do horário do ônibus que eu pegava para ir trabalhar. Era mais comodo e conveniente ser só. Era mais seguro!

Ele chegou se doando sem pedir nada em troca, mas era inevitável querer retribuir. Aconteceu naturalmente, e naturalmente se mantem. A sensação de ser totalmente transparente com alguém é maravilhosa e inexplicável. Lembro de quando cometi meu primeiro deslize, quis negar de todas as maneiras possíveis, mas preferi contar a verdade óbvia. Para a minha surpresa ele me perdoou. Superamos isso juntos. 

Temos vivido dias difíceis, mas nossa convivência por si só é tão gostosa, que a gente tira de letra qualquer contratempo. Ele é oposto mim. Calmaria, paciência, silencio.. Quase tudo. Mas são essas diferenças que estão me ensinando a ser uma pessoa melhor, e eu sempre achei isso fantástico, essa capacidade que alguns seres humanos tem de despertar o melhor nos outros. Ele me fez amadurecer e descobri na pratica o que é ser feliz.


'Amanda Nascimento

Postar um comentário