Seja!


Quando alguém zombar do seu sonho, NÃO DISCUTA. Apenas mostre do que você é capaz.
Toda vez que a gente se incomoda com a opinião [maldosa] de alguém, é como se estivéssemos aceitando ou admitindo o que outro diz. Quando a gente revida com a mesma maldade, é como se a gente estivesse plantando, lá no fundo da nossa indignação, uma semente ruim de cultivar.
Ninguém sobrevive da opinião alheia. Não se enche o bucho nem se paga as contas com isso. E quanto mais se bate de frente, mais se quebra a cara da gente. Quem ofende não sente culpa, nem perde o sono por isso. Quem não pesa o que fala, não se importa com quem vai machucar. 
O preconceito e a falta de empatia funcionam em 8 ou 80. Quando se expõe os fatos, ou a pessoa enxerga sua ignorância, ou se orgulha dela. Não perca tempo tentando mudar quem não se coloca no seu lugar. Não adianta explicar pra quem não quer entender. É como diz minha avó: não gaste vela com defunto ruim.
Quando a gente aprende a ignorar quem não vale a pena, e começa a plantar o bem em quem quer cultiva-lá, tudo vai se encaixar. Nenhum obstáculo vai ser capaz de te fazer parar. Ninguém vai ter espaço pra tentar limitar quem você é e o que você é capaz de fazer.

Então apenas SEJA!

Por Amanda Sorráby

Azul ou Rosa

Não faça protestos. Seja um protesto!

Imagine um mundo onde todas as pessoas pensam igual. Ninguém discorda em nada. Onde toda e qualquer coisa é unanimidade. A definição para isso é TÉDIO.
A gente precisa entender que o outro tem o direito de pensar diferente, desde que haja RESPEITO. Use as cores que você quiser. Seja quem você quiser. Nada te impede, nem a falta de amor de alguns.
Nós deveríamos ser capazes de construir bons diálogos, que resultassem em respeito. Guarde essa palavra: RESPEITO. Em vez disso a gente briga por tudo. Até pela ordem na fila do pão. 
Pare de BRIGAR pelas coisas, e comece a conquistar cada uma delas com RESPEITO. Se uma pessoa se recusa a entender ou te ouvir, então não fale. Não gaste seu latim. 
Não transforme qualquer situação em guerra. Guerra é quando alguém ameaça sua vida. Aí sim a gente dá o sangue e sobrevive pela honra, mas o resto é opinião alheia. Apenas!

Mostre para si mesmo que você é incrível. Quando você acreditar nisso, então ninguém poderá te afetar. A gente não precisa provar nada a ninguém. Isso cansa. Desgasta em vão. A gente só precisa ser e crer.

Por Amanda Sorráby