Seja!


Quando alguém zombar do seu sonho, NÃO DISCUTA. Apenas mostre do que você é capaz.
Toda vez que a gente se incomoda com a opinião [maldosa] de alguém, é como se estivéssemos aceitando ou admitindo o que outro diz. Quando a gente revida com a mesma maldade, é como se a gente estivesse plantando, lá no fundo da nossa indignação, uma semente ruim de cultivar.
Ninguém sobrevive da opinião alheia. Não se enche o bucho nem se paga as contas com isso. E quanto mais se bate de frente, mais se quebra a cara da gente. Quem ofende não sente culpa, nem perde o sono por isso. Quem não pesa o que fala, não se importa com quem vai machucar. 
O preconceito e a falta de empatia funcionam em 8 ou 80. Quando se expõe os fatos, ou a pessoa enxerga sua ignorância, ou se orgulha dela. Não perca tempo tentando mudar quem não se coloca no seu lugar. Não adianta explicar pra quem não quer entender. É como diz minha avó: não gaste vela com defunto ruim.
Quando a gente aprende a ignorar quem não vale a pena, e começa a plantar o bem em quem quer cultiva-lá, tudo vai se encaixar. Nenhum obstáculo vai ser capaz de te fazer parar. Ninguém vai ter espaço pra tentar limitar quem você é e o que você é capaz de fazer.

Então apenas SEJA!

Por Amanda Sorráby

Postar um comentário